Rodrigo Duarte é filósofo e professor. Atuante em temas como Ética, Estética e Filosofia Social, é autor de diversos livros, entre eles Dizer o que não se deixa dizer: para uma filosofia da expressão (Argos, 2008). Professor titular da Universidade Federal de Minas Gerais, Duarte fez três estágios de pós-doutoramento na University of California at Berkeley, na Universität Bauhaus de Weimar e na Hochschule Mannheim.

Em sua palestra no TEDxPortoAlegre, irá fazer uma comparação entre a indústria cultural “clássica”, investigada criticamente por Theodor Adorno e Max Horkheimer, na década de 1940, e a cultural de massas atual, digitalizada, que chama de “Indústria cultural 2.0”. “Resolvi trazer esse assunto pela atualidade do tema e pela possibilidade de apontar para a limitação e para as promessas dessa nova forma de indústria cultural”, destaca.

Para o filósofo, é importante fazer as pessoas pensarem sobre isso tendo em vista o potencial de manipulação da opinião pública da cultura de massas. “É importante que os dispositivos dessas instâncias sejam bem conhecidos e criticamente analisados”, complementa.