Rodrigo Nunes (PhD, Goldsmiths, University of London) é professor de filosofia moderna e contemporânea na PUC-Rio e foi professor convidado no Goldsmiths College, University of London; na University of East London; e na Jan Van Eyck Academie, Maastricht. Em 2018 será pesquisador visitante na Brown University. Como curador, organizou o programa de filmes e debates ‘Stronger Are the Powers of the People’. Politics, Poetics and Pedagogy in Brazilian Cinema, 1962-1979, apresentado em Londres e em Berlim. Como organizador e educador popular, participou de diversas iniciativas políticas, como a organização das primeiras edições do Fórum Social Mundial (Porto Alegre), a campanha Justice for Cleaners (Londres) e a Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa.

No TEDxPortoAlegre irá discutir a afirmação segundo a qual demandas ambientais não são ‘realistas’. “Esse suposto ‘irrealismo’ é apresentado como o exato contrário do rigor realista da ‘ciência’ econômica, que nos ensina que não há almoço grátis, que energia e dinheiro não vêm do nada, e não se faz omeletes sem quebrar ovos”, afirma. Para o palestrante, o problema é que, em tempos de aquecimento global, é cada vez mais esse ‘realismo’ economicista que tem se revelado irreal. “Ele aparenta ser realista no curto prazo, mas no longo prazo é como se efetivamente acreditasse que a humanidade jamais precisará pagar pelo ‘almoço de graça’ de um crescimento econômico descontrolado”, explica.

Rodrigo pretende abordar esse tema na sua palestra porque acredita que esse argumento é a desqualificação que as questões ambientais sempre sofrem quando vêm à tona no debate público. “Enquanto não refletirmos sobre esse argumento e aprendermos a desmontá-lo, o debate seguirá sendo falseado e nós seguiremos pensando apenas no curto prazo, incapazes de encarar de frente uma crise ambiental cada vez mais real e urgente”, finaliza.